sábado, 30 de outubro de 2010

Regressão

Já ouvi e li muitos relatos de filhos que sofrem uma “regressão” quando nasce um irmãozinho: voltam a chupar chupeta, tomar mamadeira, fazer xixi na cama, entre outras coisas que já não faziam mais e retornam a fazer...


Mas e regressão de pai, vocês já ouviram dizer???
Pois é, desde que o José Guilherme nasceu, vivencio isso quase todos os dias. O Alexandre teve uma “regressão”! É claro que é uma brincadeira dele, porém, às vezes, uma brincadeira pode ter um fundo de verdade.

Logo nos primeiros meses, quando eu ficava envolvida totalmente com o bebê, por diversas vezes após ele dormia e eu finalmente ir exausta para a cama, lá estava o Alexandre, imitando sons e gestos do José Guilherme, mendigando um carinho. Também tem o fato de ele deixar um monde de coisas desarrumadas no quarto para que eu chame a sua atenção, demorar a tomar banho só pra eu ficar mandando, dentre outros gestos “sutis”, porém significativos que percebo no dia-a-dia.

O que acredito é que o Alexandre, às vezes, sente um pouquinho de ciúmes do José Guilherme, pois, afinal, ele veio para dividir o amor que eu tinha. Já  eu não vejo desta forma, muito pelo contrário, sinto que o amor não foi dividido e sim multiplicado após o nascimento do nosso bebê e não há motivo para ciúmes algum. Porém, acho que isso é uma fase, assim como o irmãozinho mais velho costuma ter, e que vai passar e, logo, logo voltaremos a “normalidade” – se é que depois do nascimento de um filho as coisas voltam a ser “normais”.

E vocês, percebem algo semelhante na sua família???

Achei esse vídeo no youtube super engraçado!!!



quinta-feira, 28 de outubro de 2010


Desde que descobri grávida corri para o computador para "devorar" tudo o que pudesse sobre gestação, nascimento e desenvolvimento do bebê. Aprendi muitas coisas ótimas, conheci sites incríveis que me ajudaram (e ainda ajudam) a manter os meus ideais, como por exemplo sites e grupos de mães que incentivam o parto natural, a amamentação e tantos outros...

Bom, foram através desses grupos/sites/comunidades, da minha família e claro, de um tantão de instinto materno que o José Guilherme está aqui ao nosso lado, lindo, forte, saudável e, como costumo dizer sempre: Está um "Gostosuro" (o masculino de gostosura, já que ele é um menininho! rsrs).

Resolvi construir esse blog para registrar, como o próprio nome diz, as peripécias desse menino especial que, a cada dia, apronta uma na incessante descoberta desse nosso mundo formidável. E também, quem sabe através da nossa experiência de mãe/filho poder ajudar, divertir, emocionar, ..., outras mães/filhos que se identificam com essa vivência (quanta pretensão!!).  

Hoje o meu menininho faz exatamente 7 meses e 18 dias e está aprendendo a jogar beijinhos. Em alguns momentos ele solta uma metralhadora de beijos no ar, outras, timidamente, um beijinho, porém, quando a gente pede para mandar um beijinho pra gente, ele finge que não é com ele, lança um olhar lateral e continua entretido no que estava fazendo anteriormente. 

Não sou muito ligada a novas tecnologias (computador, por exemplo, para mim é uma novíssima tecnologia) então, gostaria de pedir a colaboração de vocês leitores para que, aos poucos melhorasse o layout e o conteúdo desse blog. Sintam-se á vontade para sugerir mudanças. 

Observação: Esta foto acima foi o Fotógrafo Evandro Helmer que tirou, num dia de muitas brincadeiras no Parque Pedra da Cebola - Vitória - ES

Até logo,

Karine
Mãe do Gostosuro José Guilherme