sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Férias!!!

Oba, Mamãe e Papai estão de férias e agora poderemos aproveitar mais e ficarmos grudadinhos.

Hoje eu aproveitei e dormi até mais tarde, 8 horas, para deixar a mamãe e o papai descansarem um pouquinho mais!

Já estou aproveitando as férias: Ontem fomos na casa da Tia Ramona e o Tio Evandro, tomo banho com a minhas piscina nova que ganhei do Papai Noel, e vamos brincar na varanda da vovó Ivanete quando parar essa chuva que já dura uma semana!!!

Olha só a farra na piscina que eu e o Papai Fizemos na tarde de Natal:






sábado, 18 de dezembro de 2010

Natal...



Época de Natal é a que eu mais gosto: Cheio de ritos, significados, fantasias que nos remete à importância de olhar para o outro, de olhar para si, de sermos mais humanos...

O que mais me emociona é a fantasia do Papai Noel. Acho lindo uma criança sonhar com o bom velinho, escrever a cartinha, esperar ansiosa pela noite de Natal. Porém me preocupa profundamente o quanto o mercado consumista utiliza-se da imaginação infantil para lucrar. No shopping, por exemplo, para uma criança conversar com o Papai Noel, sentar no seu aconchegante colo, é necessário pagar cerca de R$ 25,00, senão, “não pode chegar perto”, fala uma “ajudante” do Papai Noel. Aí vejo aquelas crianças com os olhinhos compriiiidos que não podem ir até lá falar dos seus sonhos e desejos e os pais, que nem sempre dispõe do montante, se apertam para pagar, afinal, não podem cercear seu filho deste sonho. É angustiante, frustrante, é a lógica capitalista.


Mas enquanto não chego neste momento, já que o José Guilherme ainda não entende muito bem os ritos natalinos, fico reflexiva quanto à maneira de trabalhar no meu filho a fantasia, não deixando prevalecer o consumismo exagerado e sim a importância real do Natal: o nascimento do novo, o olhar para o outro com atenção, compaixão, a importância da partilha e da luta por um mundo melhor para todos...

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Aberta a temporada de festas!



No último mês o José Guilherme deu um salto enorme no seu desenvolvimento e dentre muitas outras habilidades, está a de ser bastante sociável. 

Ele adora brincar com todos que estão a sua volta, vai no colo e sorri para todos. E o melhor: não costuma ficar chorando, nem quando está com sono. Quando o cansaço chega ele dá aquela mamadinha básica e dooormeeee tranquilamente.

Na última sexta-feira fomos no aniversário do priminho Gabriel, que fez 12 anos, e o José Guilherme se divertiu à beça, ficou engatinhando no salão, brincou com a amiguinha Sophia e ficou todo sujinho. Dei um banho no tanque da casa da titia e aí ele mamou e dormiu. Colocamos um colchão no chão e ele ficou lá todo largadão até a hora de irmos para casa!


Ontem fomos ao cinema, no projeto Cinematerna. O José Guilherme se divertiu bastante com a amiguinha Maytê. Depois do filme fomos ao café lanchar e  conversar um pouco com outras mamães aí foi hora dele também lanchar, comeu uma banana e depois tirou um soninho porque ninguém é de ferro. Quando acordou demos mais umas voltinhas no shopping e voltamos para casa super felizes.

Tomara que ele continue assim, pois a nossa agenda está cheinha de festinhas divertidas! A próxima é do aniversário do amiguinho Bernardo que irá fazer 1 aninho!!!

domingo, 12 de dezembro de 2010

Primeiras palavras...

Desde antes do José Guilherme nascer já existia uma expectativa quanto a primeira palavra que iria dizer:

O Papai, todo babão, dizia: Será "papai" claro!
A vovó: Vou ensinar a falar vovó
Eu, lógico, esperava o sonoro mamãe

Enfim chegou o tão sonhado dia que ele pronunciaria a primeira palavra com sentido - já que já fala varias coisas como mama, gigi, gugu, dudu... mas sem expressar algum sentido lógico

Mas no sábado ele falou a sua tão esperada primeira palavra. E adivinhe qual foi???

Apontou para um cachorrinho barulhento e disse: AU AU, AU AU, AU AU!!!!!

Pois é, para os pais e avós babões ele nem deu pelota, mas o inocente cachorrinho mereceu ser chamado pelo nome! kkkkkkkkkkk

E agora ele não pode ver ou ouvir um cachorro que ele logo solta o tão sonoro: au, au, au, au, au, au, au, au.....
Olha só a cara de sapeca desse menino!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

"O mar, quando quebra na praia, é bonito, é bonito..."

"O vento a soprar, correndo a abraçar
Os braços de seu grande amor o mar.
Que saudoso a esperar, anseia encotrar
O vento que está para chegar.

É lindo contemplar o vento e o mar
Nas ondas desse amor a se abraçar
E os rochedos da  saudade arrebentar.

Na praia desta vida, vejo a onda desenhar
A história desse amor do vento e o mar
Marcas nessa imensidão, ficam de recordação
São marcas de amor no coração.

É lindo contemplar o vento e o mar
Nas ondas desse amor a se abraçar
E os rochedos da saudade arrebentar.

Levado pelo vento nos braços deste mar
Mistérios e segredos vou desvendar;
Levado pelo vento nos braços deste mar
Nas ondas desse amor vou navegar."

                        Wesley Henrique Gonçalves


No último domingo finalmente o José Guilherme conheceu o mar. Nem parece que mora há 10 minutos da praia.

A principio ele ficou arredio, porém depois ficou em silêncio, contemplando o vai e vem das ondas. Mas como a água estava extremamente gelada ele preferiu tomar um banho gostoso na piscininha que levamos, enchemos de água do mar e deixamos esquentar um pouquinho.
Ah! Ele também adorou a textura e o gosto da areia!!

Segue algumas fotos desse momento tão lindo:



Logo que chegou à praia: Descobrindo a textura da areia

Sentindo a água gelada

Tá muito frio!!!

Assim está melhor

Momento contemplativo...

O sol está quente, tenho que me proteger!

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Momento utilidade pública para mamães de primeira viagem

Algumas amigas minha estão grávidas e de vez em quando me perguntam algo a respeito do enxoval. Na internet encontramos diversas listas, com os itens mais inusitados, úteis e também inúteis. Inspirada nessas listas e nas dúvidas das minhas amigas, resolvi fazer um post com a tradução e com a utilidade de algumas dessas peças:

Camisinhas pagão: são duas camisas, sendo que uma fecha na parte da frente e outra na parte de trás. Pessoalmente não acho prático, principalmente se o fechamento for feito através de fitas, parece que o bebê vai se enforcar!

Macacões (com ou sem mangas): São ótimos e práticos para colocar e o bebê fica uma fofura. Só lembre-se que no nosso estado é muito quente, então não se empolguem comprando um monte de macacões quentes, pois o bebê não vai usar.

Camisetas: ótimas, fresquinhas e fáceis de usar. Algumas pessoas ficam com medo de colocar as camisetinhas no bebê pois acham que irão “quebra-las” mas não se preocupe que o bebê não quebra com tanta facilidade assim! Rsrs

Conjuntos de lã (macacão, casaco, toca, sapatinhos): Esquece, esses itens são para as crianças que nascem em lugares frios. Aqui esses itens só irão enfeitar o guarda-roupas do bebê.

Meias e luvinhas: As meias você irá sempre usar, mas as luvinhas são úteis somente no primeiro, ou no máximo, até o segundo mês, enquanto ele não descobre que a mão é gostosa para comer. Sendo assim, não se empolgue comprando um monte de pares.

Sapatinhos: São lindos, mas lembre-se de que o bebê ainda não anda, logo não precisa proteger os pés com sapatinhos. Também são muito caros e duram no máximo 2 meses cada numeração. Sendo assim, compre um sapato que combine com o máximo de roupas possíveis (tons beges para meninos e rosa para meninas) para não precisar de ter um monte a cada dois meses.

Babadores: Aqueles paninhos que a gente coloca amarradinho no pescoço. Útil para as crianças que babam muito, pois assim não molha a roupinha toda hora. Também para proteger a roupa quando a criança começar a se alimentar com outros alimentos que não o leite materno.

Mantas: São aqueles panos grandes, quadrados que enrolam o bebê fazendo com que ele pareça um pacotinho. Geralmente as vovós e titias prendadas fazem as mantas com marcas de ponto cruz, pinturas, etc. As mantas são ótimas para a gente levar uma bronca do pediatra por estarmos matando o nosso filho de calor, para as vovós disputarem quem é a mais prendada e fez ou comprou a manta mais bonita. Você também pode utilizar para forrar um lugar que o bebê vai deitar que não seja o berço, forrar o bebê conforto ou jogar por cima do bebê quando estiver no seu colo na rua e estiver ventando um pouco. Sendo assim, tenha no máximo duas.

Coeiro: É um pano grande que fica por dentro da manta. Geralmente são confeccionados com tecido flanelado. Tem a mesma utilidade da manta, com o agravante que a bronca do pediatra vai ser maior ainda, pois se você enrolar o bebê no coeiro e na manta o bebê vai derreter! Rsrs

Cobertor: Para alguma noite mais fria é útil. Compre dois caso o bebê gorfe em um e você terá o outro limpinho!

Lençóis e fronhas: É bom ter uns 4 jogos para não enjoar de ter sempre os mesmos no berço do bebê. Atenção: não se empolguem em comprar aqueles lençóis lindos, cheio de fitinhas, pois o bebê com 6/7 meses vai descobrir essas fitinhas e arrancar, comer, etc. e o seu lençol vai ficar todo “estropiado”.

Toalhas: Geralmente a gente coloca uma toalha felpuda e em cima uma toalha fralda. A felpuda serve para absorver a água e a fralda seca melhor o bebê por ser mais delicada. Compre uns 3 jogos.

Fraldas de pano, paninhos de boca, pano de ombro...: mesmo utilizando as fraldas descartáveis não podemos ficar sem esses paninhos. São ótimas para limpar aqueles “gorfadões” do bebê, dobrar e colocar no seio à noite para o leite não vazar e molhar tudo. Para tapar a carinha do bebê quando você estiver amamentando e aquela pessoa sem noção ficar olhando pro seu seio e você ficar sem graça, para forrar o seu ombro pro bebê não babar todo, para o bebê dormir abraçadinho, quando estiver maior, e qualquer outra utilidade que você encontrar.

Fita adesiva (fita crepe): Ótima aquisição para o enxoval do bebê. Serve para fixar aquela fralda descartável que perdeu a cola, para colar a bainha e diminuir aquela calça que está enorme no bebê e você insiste em colocar agora; para etiquetar potinhos de leite materno que você congelou, e o que a sua imaginação mandar.

Lenços umedecidos: Servem para limpar o bumbum do bebê. O melhor é você limpar com algodão e água, utilize os lencinhos somente quando for passear com o bebê. Então, é melhor comprar uma garrafinha térmica e um potinho para colocar o algodão.

Lixeira: Não é muito útil, pois as fraldas descartáveis fedem demais, sendo assim, você não vai suportar o lixo cheio por muito tempo no quarto do bebê. O melhor é você separar um local fora do quarto para depositar as fraldas sujas do bebê.

Trocador: É ótimo para colocar o bebê em cima e não correr o risco dele molhar tudo que estiver em baixo. Tenha um para utilizar em casa e outro para levar na bolsa.

Quarto do José Guilherme - Foto: Evandro Helmer
Quanto aos móveis: É muito útil ter uma cômoda (de acordo com o tamanho do quarto) para guardar toda a tralha do bebê. Também serve para apoiar as trocas do bebê, te deixando com a coluna mais ereta. Muito melhor que trocá-lo em cima da cama. Aqueles berços que já vem com a cômoda junto não são muito bons, pois logo que o bebê ficar de pé ele vai detonar tudo que estiver em cima da cômoda.

Abajour: Serve para você ver se o bebê está respirando a noite sem precisar de acordá-lo com a luz forte do quarto!

Mosquiteiro: Com a onda de dengue, compre dois. Melhor seria se tivéssemos mosquiteiros portáteis para proteger o bebê em qualquer lugar!

Outras dicas:

Prefira as roupinhas mais fresquinhas para o bebê. Se estiver frio, lembre-se que tem a manta e o cueiro para cobrir o bebê. Se comprar alguma roupinha com alguma aplicação, bordado, etc., verifique o avesso, se está forrado, pois costuma coçar e/ou machucar o bebê.

Mamadeira e chupeta, só compre após o nascimento do bebê, se você tiver problemas de amamentação. Lembre-se que o seu leite é o melhor para o seu bebê e que não existe leite fraco nem pouco leite. Procure um banco de leite assim que receber alta do hospital, pois assim você vai evitar sofrimentos desnecessários. 

Bom, acho que é só isso. Se alguém tiver mais alguma dúvida, podem me perguntar, já que sou especialista e super experiente, afinal, tenho UM filho!! rsrsrsrs