domingo, 19 de maio de 2013

Meu presente especial!

E o papai estava perguntando ao meninim qual o presente de dia das mães que ele iria me dar e prontamente o danadinho sugere:
- Eu vou dar um carrinho de polícia!
Mas meninim, o carrinho é um brinquedo, o que você vai dar pra M A M Ã E?!
- Um carrinho de polícia ué, pra bincá comigo!
 
 
Então tá né!!
 
 
Falando em presente de dia das mães adorei esse vídeo:


sexta-feira, 3 de maio de 2013

A saga da exclusão dos serviços da prestativa amiga ruminante...

 
Afinal, se precisássemos mesmo de seu precioso leite teríamos nascido bezerros!
 
 
O meninim sempre teve o intestino muito preso. Sempre me preocupei com isso, mas todos os médicos lidavam como um fase e/ou preocupação excessiva de mãe. O fato é que ultimamente as prisões de ventre estavam bem mais intensas e ainda acompanhadas com fezes extremamente ácidas, causando irritação, além de fissuras e hemorróidas. Como o gostosuro sempre teve uma alimentação bem rica em fibras, verduras e frutas laxantes, sentia que havia um problema a mais.
 
Levamos numa nutricionista que avaliou e finalmente tive um profissional da saúde que começou a acreditar na minha preocupação. Então fomos encaminhados a uma gastropediatra que, após uma entrevista bem minusciosa desconfiou de alergia a proteína do leite.
 
Combinamos então que faríamos uma dieta bem rigorosa com a restrição da proteina do leite (leite e derivados) por dois meses e se os sintomas não sumissem iríamos fazer alguns exames e restringir mais alimentos (como soja, glutem, ovos...).
 
Começamos a dieta há duas semanas e o meninim já mudou consideravelmente. O intestino tem funcionado bem direitinho e já não temos mais irritação nem fezes ácidas!
 
O fato é que agora fazemos parte de um novo mundo: O fantástico mundo do ET que não pode comer quase nada!
 
  • Agora faz parte da nossa rotina ler sem excessão todas aquelas maravilhosas letrinhas minúsculas dos rótulos de todos os produtos;
  • Sempre que vamos sair pra comer fora temos que sair fazendo um questionário digno de um óscar de melhor filme investigativo para aquela pessoa que fez a comida: Tem leite, queijo, manteiga, margarina, a bancada estava suja de leite quando manipulou o alimento????
  • Em nossa casa estamos nos desfazendo (comendo escondido) todos os produtos que contém leite e fizemos um acordo que não consumiremos mais dentro de casa nada com leite, somente quando estivermos na rua sem o meninim.
  • Temos que ouvir constantemente das pessoas coisas do tipo: Besteira, antigamente não tinha nada disso e todo mundo vivia bem! Isso é frescura de mãe!...
  • Num espaço educativo (creche), tive que brigar para o meninim não ser excluido, já que a diretora da escola achava melhor oferecer o lanche diferente dentro da sala de aula (escondido dos coleguinhas) já que os colegas iam ficar perguntando por que ele comia diferente... - E o processo educativo? A inclusão? Como as crianças e também o José Guilherme irão aprender a respeitar as diferenças?...
  • Também na escola a tal diretora não queria entrar em contato com a nutricionista, já que considerava que não tinha quase nada com leite e tomar de vez em quanto não tem problema.
  • Precisamos contactar a secretaria de educação, o conselho de alimentação escolar e também a equipe de nutricionistas do município para garantir a alimentação especial pro gurizim na creche e finalmente fazer a tal diretora entender a gravidade de um processo alérgico.
 
O bom é que a adaptação do gurizinho tem sido bem tranquila. Como ele já não gostava muito de leite não tivemos problema, somente com o iogurque que ele amava tomar todas as manhãs. Então substituí com iogurte de soja e, como o sabor não é muito agradável ele está diminuindo o consumo consideravelmente. Acredito que daqui a pouco ele não irá mais sentir falta.
 
Sempre que vai comer alguma coisa ele pergunta se tem leite. Também já aprendeu a barganhar com a tal alergia como quando não quer comer alguma fruta logo fala: não quero essa maçã não mamãe por que tem leite quero biscoito que não tem!!!
 
Eu também estou descobrindo um novo mundo de sabores, texturas e cheiros. Já vi receitinhas deliciosas de quitutes sem leite que aos poucos vou experimentar...
 
Enfim, como em toda vida materna, temos sempre novos desafios e lutaremos sempre para que nossos filhotes tenham a melhor infância do mundo!!!